top of page
  • Foto do escritorRev. Luiz Henrique

A SUFICIENTE SATISFAÇÃO EM DEUS - Glorifique a Deus alegrando-se nEle para Sempre.

Salmos 16.8-11.

Introdução:

A Alegria do cristão deve ter sua primazia em Deus. Alegrar-se em Deus e com Deus. Isso parece algo muito distante e impossível de acontecer. Podemos nos alegrar em Deus, agora nos alegra “com Deus” nos parece soar estranho em nossos ouvidos.

O que aprendemos desde cedo é que nosso Louvor deve ser o melhor pra Deus, a Alegria deve advir da resposta em fazer a vontade de Deus. Mas esquecemo-nos que o alvo primário em nossas vidas está em glorificar a Deus, e isso toma proporções diferentes quando glorificamos a Deus em tudo o que fazemos; esse “tudo o que fazemos” nos traz alegria plena por saber que Deus se alegrou com a nossa intenção e ação positiva em “nos satisfazer na alegria de d’Ele”.

Como glorificar a Deus e nos alegrar nEle para sempre?

A BUSCA PELO PRAZER DE UMA VIDA NO CONTROLE DE DEUS

Faz parte da natureza humana fazer planos e só depois pedir buscar a direção de Deus e pedir para abençoa-los. Porém, ao invés disso, devemos buscar primeiro a vontade de Deus. Essa busca deve ter como anseio principal, a alegria por estar fazendo a vontade de Deus e com isso, tendo a resposta positiva de Deus por estarmos fazendo a sua vontade.

Essa busca só vai nos trazer prazer se partir de uma satisfação em fazê-la. Se vier de um sentimento verdadeiro em buscar da alegria do amado. O Salmista fala de uma alegria bem mais profunda e duradoura que, se inicia no contexto que vivemos e se estende a eternidade. Esse salmo também trata da promessa messiânica onde apresenta uma vida em vida, em morte e ressurreição.

No versículo 8 e 9 encontramos o salmista falando de uma ação “em vida” que procede de uma vida “em Deus”. A busca pelo prazer de uma vida no controle de Deus estar em saber que, enquanto “em vida” estivermos buscando uma satisfação “em Deus”, deixando-o no controle de tudo, teremos uma resposta positiva da parte de Deus que nos capacitará para as adversidades sem que elas os abalem. Isso porque o que fazemos “em vida” a Deus provém de uma satisfação plena “em Deus”.

No versículo 10 e 11 fala de uma vida “em morte” que precede “em vida” na eternidade. Por mais que em meio as lutas da vida “em vida” sobrevenha a morte, a buscar pelo prazer em Deus nos traz uma confiança maior quando sabemos que, em Cristo, seremos ressuscitados para  que isso glorifique a Deus.

CONCLUSÃO

A principal finalidade de Deus é glorificar a Deus. Se não nos regozijarmos em Deus, não O glorificaremos como devemos. E regozijo deve se estender em todas as áreas de nossas vidas “em vida” e mesmo que isso sobrevenha à morte física. Porque a morte física nos possibilitará uma vida de prazer à direita de Cristo na eternidade. Como cristãos que glorificam a Deus em busca do prazer eterno em Deus, podemos estar certos de que Ele não nos esquecerá quando morrermos. Ele nos trará de volta a vida para que vivamos com Ele para sempre, nos gloriando nEle com prazer eterno.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Fé inabalável | Salmo 125

O propósito deste salmo é, especificamente, apontar em que lugar aqueles que são fiéis ao seu Senhor, se encontram. Segundo o salmista, e...

Fiquem firmes | Efésios 6.14

Nesta passagem há um chamado importante para que venhamos nos vestir de toda a armadura de Deus; e o propósito disto não é apenas para no...

Sejam fortalecidos | Efésios 6.10

Tão certo como foi a nossa Queda em Adão, assim é a nossa restauração em Cristo Jesus. Ao escrever aos efésios, Paulo diz que tudo foi fe...

bottom of page