top of page
  • Foto do escritorRev. Luiz Henrique

O MINISTÉRIO PASTORAL E A DIACONIA

Biblicamente só existem dois ministérios: Palavra (pastoral – oração e ensino) e de Misericórdia (diaconia – serviço e assistencialismo). No livro de Atos dos apóstolos podemos encontrar a pratica destas funções inteiramente distintas uma das outras e ao mesmo tempo ligadas.

Distintas porque estão envolvidas com funções diferentes e campos de ação diferentes. Ao mesmo tempo, elas estão ligadas uma na outra. Estão ligadas porque uma depende da outra para que o reino de Deus se mantenha em pleno crescimento, e, as pessoas que fazem parte deste reino (povo de Deus) são assistidas por ambos os ministérios e se desenvolvem na medida em que ambos são aplicados corretamente.

O ministério da Palavra (pastoral), é importantíssimo para que o rebanho de Deus seja conduzido e se mantenha em pleno crescimento, disciplina, admoestação, comunhão, amor e crescimento espiritual saudável. É com a ministração da Palavra de Deus que o povo é conduzido a Deus. Os pastores são responsáveis em manter o povo de Deus em obediência à Sua Palavra; eles são responsáveis em manter aceso o fervor espiritual através da oração incessante. Por meio da disciplina os pastores zelam pelo nome de Cristo Jesus e o bom testemunho que as ovelhas produzem, procurando trazê-los ao arrependimento genuíno e à mudança de atitude ao abandonarem a vida de rebeldia e pecado contra Deus e seu povo. Tudo isso é aplicado e produzido sob o fundamento das Escrituras Sagradas. Para isso, os pastores precisam de dedicação total ao estudo e meditação da Palavra de Deus; à vida de oração e piedade; à exposição bíblica constate das doutrinas cristãs e à defesa da fé por meio da exortação, admoestação, ensino e aplicação da Palavra de Deus; não deixando de acompanhar o rebanho do Senhor em seu desenvolvimento, crescimento e aplicação dos decretos de Deus, através do discipulado.

O ministério de misericórdia (diaconia), segundo lemos em Atos dos Apóstolos capítulo 6, é desenvolvido pelos diáconos ou presbíteros da igreja. Esse ministério é responsável pelo assistencialismo do povo de Deus da igreja local. Os diáconos exercem suas funções eclesiásticas servindo à congregação local em suas reuniões solenes como também às pessoas em suas necessidades . Os diáconos são responsáveis de conhecerem as necessidades das pessoas da igreja local e procurar meios de suprir essas necessidades, principalmente dos órfãos, das viúvas, dos enfermos e dos anciãos; sem esquecer ou deixar de lado aqueles que precisam de uma atenção maior, em suas necessidades físicas e espirituais. Os diáconos trabalham nos serviços do templo – guardando e zelando pelos equipamentos; observando as necessidades relacionadas à manutenção destes equipamentos e objetos de uso comum nas reuniões solenes; na organização e preparativos para os cultos e reuniões solenes; mantendo a ordem e reverencia nos locais onde estão sendo realizados os encontros, principalmente durante a ministração da Palavra de Deus, zelando pela reverencia e obediência à mesma; também são responsáveis de servirem de forma assistencial os que estão fracos na fé, orando e encorajando-os à vida cristã fiel e digna de aceitação no Senhor; são responsáveis pelo assistencialismo na ação social, levantando recursos necessários para amparar os necessitados financeiramente, levando a provisão diária necessária, até que aquele irmão tenha como manter-se sozinho, ao ponto de também ajudar a quem mais necessitar.

Esse dois ministérios são fundamentais para que o rebanho do Senhor esteja motivado e apto para apresentar-se a Deus e para que vivam em harmonia, amor e comunhão uns com os outros. Desta forma, tanto o Ensino da Palavra de Deus quanto à assistência social serão desenvolvidas de forma fluente e sem distinções. O resultado disto será notório ao nos depararmos com uma igreja sadia na fé, perseverante na oração, aplicada na doutrina bíblica e piedosamente mantida em ralação de amor e comunhão uns com os outros.

Que Deus em Cristo nos ajude a desenvolver esses ministérios em plena harmonia e desenvolvimento, para que Deus seja glorificado assim na terra como é nos céus. Amém!

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Fé inabalável | Salmo 125

O propósito deste salmo é, especificamente, apontar em que lugar aqueles que são fiéis ao seu Senhor, se encontram. Segundo o salmista, e...

Fiquem firmes | Efésios 6.14

Nesta passagem há um chamado importante para que venhamos nos vestir de toda a armadura de Deus; e o propósito disto não é apenas para no...

Sejam fortalecidos | Efésios 6.10

Tão certo como foi a nossa Queda em Adão, assim é a nossa restauração em Cristo Jesus. Ao escrever aos efésios, Paulo diz que tudo foi fe...

Comments


bottom of page