top of page
  • Foto do escritorRev. Luiz Henrique

INTERESSANTE OBSERVAR, n° 3.

E dizia: — O que sai da pessoa, isso é o que a contamina. Porque de dentro, do coração das pessoas, é que procedem os maus pensamentos, as imoralidades sexuais, os furtos, os homicídios, os adultérios, a avareza, as maldades, o engano, a libertinagem, a inveja, a blasfêmia, o orgulho, a falta de juízo. Todos estes males vêm de dentro e contaminam a pessoa.
Marcos 7:20‭-‬23 NAA https://bible.com/bible/1840/mrk.7.20-23.NAA Jesus repreende os fariseus e alguns escribas por se escandalizarem com os discípulos dele, por comerem sem lavar as mãos antes. A "aparente" preocupação deles não estava apenas no fato da possível contaminação por ingestão de vermes ou semelhantes, mas por não seguirem a tradição dos homens. O que me chama atenção nesta passagem é a revelação que Jesus dá na resposta aos fariseus. Jesus traz a tona a verdadeira condição do homem caído. Ele nos desmascara diante de nós mesmos. Nossa fraqueza e mazelas são consequências de nossas próprias ambições. Nossas falhas e pecados são frutos do que desejamos e ansiamos. Não podemos olhar apenas para fora de nós e tentar nos esquivar dos possíveis tropeços em consequência do pecado; também precisamos olhar para dentro de nós, onde está a raiz de todo pecado. É muito fácil apontarmos o dedo para alguém ou alguma coisa externa para justificar nossas escolhas erradas e pecados cometidos; foi assim com Adão, Eva e a "serpente"; o difícil é assumir nossas ambições e desejos internos que contaminam todo o resto. Quando lemos em Gênesis o relato da Queda só nos lembramos da 'serpente' induzido Eva; mas nos esquecemos que ela "...viu que a árvore era boa para se comer, agradável aos olhos e desejável para dar entendimento..."; tudo isso são ações externas que seu ponto de partida foi "internamente". É verdade que nossa preocupação com o que está à nossa volta deve nos preocupar; mais verdadeiro ainda deve ser nossa preocupação com que há dentro de nós, que nos faz agir e pôr em prática o que pode nos destruir. Precisamos agir como o salmista que tinha uma visão sincera e humilde de si mesmo ao reconhecer que precisava do auxílio de Deus para a transformação completa e santificadora do seu interior. Ele foi capaz de dizer: "...Tu me sondas e me conheces... vê se há em mim algum caminho mal e guia-me..." (Sl 139). O diabo, vosso adversário, está ao nosso derredor esperando um momento oportuno para nos tragar e destruir; porém, Cristo está em nós, transformando nossa vida; e, maior é Aquele que está em nós do que o que está no mundo. Amém!
0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Fé inabalável | Salmo 125

O propósito deste salmo é, especificamente, apontar em que lugar aqueles que são fiéis ao seu Senhor, se encontram. Segundo o salmista, e...

Fiquem firmes | Efésios 6.14

Nesta passagem há um chamado importante para que venhamos nos vestir de toda a armadura de Deus; e o propósito disto não é apenas para no...

Sejam fortalecidos | Efésios 6.10

Tão certo como foi a nossa Queda em Adão, assim é a nossa restauração em Cristo Jesus. Ao escrever aos efésios, Paulo diz que tudo foi fe...

bottom of page