top of page
  • Foto do escritorRev. Luiz Henrique

O BEM do mal e o MAL do bem!

VERDADES CRUCIAIS PARA UMA IGREJA SAUDÁVEL

>>>> Tiago 1.12-18 <<<<INTRODUÇÃO Uma igreja saudável é bem resolvida no quesito bem e mal. Ela compreende e sabe distinguir ambos. É preciso está ciente dos benefícios e problemas que ambos nos rodeiam e fazem parte de nossa vida cristã. Caso contrário, viveremos uma vida de mentiras disfarçadas de promessas sem fundamentos bíblicos. Tiago escreve essa carta a todos os cristãos que foram espalhados depois da perseguição à igreja de Atos dos Apóstolos no cap. 12. Cristãos dispersos possivelmente após o martírio de Estêvão. Ele trata de alguns aspectos que os cristãos daquela época precisavam entender, e nós, como cristãos - resultado da perseverança dos santos no passado - também precisamos aprender. I. O BEM DO MAL. <12-15> Diferente do que pensamos e ouvimos o mal que nos rodeia é necessário para nosso crescimento e fortalecimento espiritual. No texto podemos identificar algumas verdades sobre isso. Vejamos: 1. Bem aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação. Não é homem que sofre que é abençoado, mas o que persevera. Que com paciência e constância passa pelas dificuldades. 2. Quando for aprovado, receberá a coroa da vida. Os sofrimentos e tentações são o caminho para “a bem aventurança”. Ser provado por Deus é o grande alvo do cristão em todas as suas provações. O cristão provado será um cristão coroado. E a coroa que ele vai usar será a coroa da vida. A coroa da vida é promessa do Senhor. A coroa da vida dada por Des não é glória e honra aqui no mundo, mas a recompensa da vida eterna – viver com Deus para sempre. 3. A tentação vem dos nossos maus desejos As pessoas que vivem para Deus se perguntam, Por que ainda temos tentações, aflições, perseguições, acusações e tudo mais? Deus as tenta? Deus testa as pessoas, mas ele jamais as tenta procurando seduzi-las a pecar. O texto diz que somos tentados pela nossa própria cobiça, e não por uma ação da parte de Deus. Deus permite que Satanás às tente para que sua fé seja provada e sua vida aprovada ou reprovada diante das adversidades da vida. Deus permite lutas e tribulações para forjar nosso caráter. II. O MAL DO BEM. <16-18> O grande problema do ser humano é achar que tem em si mesmo, coisas boas. O problema do homem é achar que a prática do bem, provém dele. As práticas das boas obras não são atos voluntários de nossa parte. Somos incapazes de assim fazer. Aqui encontramos algumas verdades para nosso crescimento. Vejamos: 1. Toda dádiva e dom perfeito vêm do alto. Aquilo que produzimos de bom não vem de nós. O homem caído é incapaz de, por si só, fazer bondade a alguém. Por mais que ele faça, essa bondade não vem dele mesmo, vem do alto, vem de Deus. 2. Toda boa obra tem origem em Deus e para Deus. A origem de toda boa obra é da própria vontade de Deus. Não por nossa habilidade ou vontade, não de algum bem antevisto em nós, ou feito por nós, mas puramente da vontade e da graça de Deus. Isso tudo é gerado para que fossemos a porção e tesouro de Deus, e uma propriedade peculiar dele, assim como eram os primeiros frutos; e para que se tornassem santos para o Senhor, assim como os primeiros frutos era resultado da santidade de Deus na criação. CONCLUSÃO Uma igreja saudável é mais que feliz nas tribulações porque entende que esse “mal” é para o seu “bem”. Uma igreja saudável sabe que o “bem” que fazemos não provém de nós mesmos. Uma igreja saudável não vive desse “mal” de achar que o “bem” depende dela mesma. Somos incapazes de fazer o bem por nós mesmo. O Apostolo Paulo, em sua carta à igreja de Roma diz que: “Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço”.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Fé inabalável | Salmo 125

O propósito deste salmo é, especificamente, apontar em que lugar aqueles que são fiéis ao seu Senhor, se encontram. Segundo o salmista, e...

Fiquem firmes | Efésios 6.14

Nesta passagem há um chamado importante para que venhamos nos vestir de toda a armadura de Deus; e o propósito disto não é apenas para no...

Comments


bottom of page